Saltar para: Posts [1], Pesquisa [2]

Miúda com 30

12
Dez20

10 meses

Ti*

Todo este tempo se passou,

Com abraços por dar,

Beijinhos e toques impedidos.

Estar sem estar,

Ver através do telefone ou computador.

Ler ao outro,

Ouvir do outro,

Chamadas que duram muitas horas,

Poemas e frases de amizade trocadas,

Como sinal de apoio e saudade.

E o que se perdeu?!

Quem perdeu um amigo,um irmão um tio?!

Quem viu desaparecer, sem se despedir,

Um filho, um pai, uma mãe ou avó?!

Conseguimos adiar a entrega de tantos abraços e beijos,

que queremos dar, 

de convívios que ficaram adiados,

de idas de viagem com datas mais tardias,

festivais re e remarcados.

Mas e as vidas?!

Irrecuperáveis !

E os negócios ?

Sem forma de se voltarem reerguerem?!

E os filhos que foram feitos por falta de entretenimento?!

Será que vão sofrer depois disto tudo?!

O teletrabalho e o desemprego,

será que vai dar origem a imensas consultas de psicologia?!

Toma de antidepressivos e ansiolíticos?!

E os olhos que começam  a ver cada vez pior?!

Tantas perguntas sem resposta,

Tantas incertezas,

Tantos ses...

Acredito que estar vivo é uma dádiva hoje,

Não só porque o vírus não chegou a mim, 

Mas porque, chegou aos meus e pude ajudar.

2020 é um ano que queremos esquecer, 

Mas que a todos de certa forma nos marca,

Por isso o iremos sempre recordar...

 

 

 

 

27
Nov20

Bolha

Ti*

Amo quando vens e odeio quando vais.

Odeio ficar sem ti,

Bater a porta quando te vejo chamar o elevador.

Adoro a sensação,

De quando entras e tilinta o espanta espíritos, que tenho na porta de entrada,

Parece que sabe que és tu,

E o que ouço difere de todas as outras pessoas que entram...

Amo ficar em silêncio a saborear a nossa paz,

Respirar sobre o teu peito, ficar apenas de rosto colado,

Um mundo que é só nosso e o resto, é só resto...

Amo que me beijes ,hummm,

Quando me beijas é um desassossego completo,

É como cada sentido meu te devorasse.

O toque, o ouvir a respiração, o gosto, 

O teu cheiro que fica em mim por horas,

E quando abro o olho,

Vejo que estás entregue também, a nós.

Como te amei não sei, foi sem querer, 

Sem contar que aparecesses,

Sem esperar que me despertasses tamanhas controvérsias mentais,

Medos, inseguranças e afins.

Sem querer te quis, e só te quero mais e mais.

Isto foi um amor que me invadiu inesperadamente,

Me alegra e dá esperança diariamente.

Amor te chamo, quando vens e vais, 

Amor te quero, por favor não demores,

Amor te imploro, que me dês a mão,

E não a largues, nunca mais.

18
Nov20

Irmã

Ti*

Pureza de ser,

Grande parte de mim,

Que seria eu,

Sem o colo teu?!

Sangue do meu,

Olhar sempre atento,

Não consigo esconder de ti,

O que me atormenta ou lamento.

A melhor do mundo,

O melhor dos seres,

És o meu amor mais puro,

És quem me viu crescer.

Fraldas de pano,

Idas à catequese,

São bocas que levo,

Mas fez parte e não se esquece.

Dupla de filhas imbatível,

Para ajudar estamos sempre lá,

A nossa aliança,

É incrível,

É com cada presente que aos pais se dá...

Somos a ternura de manas,

Não há amor igual ao nosso,

Mesmo as atividades profanas,

Ficam como segredo só nosso.

A bondade habita em ti,

És um ser muito especial,

Para mim a melhor do mundo,

Mulher como não há igual.

As tuas filhas são,

O concretizar de um enorme desejo,

Um amor para todo o sempre,

terão a minha proteção,

desde que as carregaste no ventre.

Amor de irmã,

Não se explica,

Apenas se vive

Lado a lado,

Não temos estado próximas na realidade,

E saudades eu sinto é  a verdade.

 

 

 

 

15
Nov20

Palavra ​Amor

Ti*

O tema, o sentimento,

Aquele que é o mais difícil de abordar,

Fácil de sentir e difícil de esquecer.

Achei durante muitos e bons anos que amor seria dedicação cega a alguém,

Dedicação em abdicar do meu eu,

Por amor ao outro.

Não ir, porque o amor de praticar o soffing era melhor,

Preferir sair de trabalhar e voar para casa para preparar lanche ou a refeição porque ele chegaria e ficaria feliz...

Burrice,

Não passei de sopeira todos esses anos, dito por ele..

Que por obra e graça do meu próprio amor, hoje faz ele, bem mais que eu às vezes...

Mas voltando ao amor,

E se o que eu pensava ser amor,

Hoje é muito mais do que prisão, devoção, dedicação a um ser ?!

É a emoção de momentos, não querer sair daquela bolha que​ construímos por momentos indescritíveis.

Querer lembrar durante todo o dia e sorrir, sem obrigação e sem agrados pensados,

Com possibilidades de errar,

Porque com os defeitos e nas transparências, é ali,a nu,

Que nos vemos, na clareza de um raio de sol.

No desejo incessante,

No deslumbre sem interesse,

Num estado de AMOR desmedido.

De estar a amar e sendo amado.

E isto é o amor,

Que chega em pezinhos de lã,

Se senta no coração e nada mais existe quando ele é sentido e vivido.



Desafio | Passa-Palavra


 

06
Nov20

Palavra Água

Ti*
Pureza,

Frescura,

Limpeza.

Água é algo que não pode faltar na mesa.

Saciar a minha sede,

Fazer de mim leve,

Senti-la correr pelo meu corpo,

Pelos meus cabelos, olhos,

Até aos meus pés.

Água que nos serena,

Que nos acalma com o barulho das ondas do mar,

E nos faz viajar longe,

Ou simplesmente encher o peito de ar,

Respirar e o caminho continuar.

Água da chuva que nos entristece os dias,

Mas nos arrebita as colheitas.

Águas e mais águas, 

Com conta, peso e medida, 

Serão sempre necessárias e perfeitas para a vida.

 


 
28
Out20

Palavra Cartas

Ti*

Um dia escrevi uma carta,

não a entreguei por vergonha,

medo da rejeição,

não a dei com a certeza,

que ao lê-la ma devolverias rasgada na mão.

Mesmo assim escrevi uma, outra e tantas outras, 

reli-as ,

chorei,

sorri,

revIvi cada palavra,

cada sonho descrito,

gosto tanto de escrever,

e escolhi tão mal a pessoa para me ler...

Escolho agora escrever cartas e guardar,

quem sabe um dia ,

em sonhos,

poderei alguém alegrar.

alguém que não escolhi,

mas que acabou por me encontrar...

 

Desafio | Passa-Palavra #6

 

 

 

10
Ago20

"Pela tela, pela janela"

Ti*

Vi-te pela janela,

estavas ali ,

o desejo que te tinha não morrerá,

o coração saltitava e os olhos brilhavam de alegria por te rever,

sentia-me viva de novo,

as minhas mãos suavam ,

eu, sem saber se era oportuno ao não, toquei o vidro da janela,

na esperança que do outro lado tocasses também...

Estavas longe e apesar de me veres ali de braços estendidos ,como se te abraçar quisesse,

não te foi possível aproximar,

mais uma vez vi no teu olhar, que valia a pena por ti esperar,

Seja para quando as férias, o virús ou até 2020 acabar...

09
Ago20

O meu amor por ti cresceu

Ti*

Deixas pêlo e linhas puxadas por todo lado ,

a cama contigo nunca fica arrumada,

da tua comida não queres saber,

e ao teu Companheiro vais roubar,

sempre de rajada.

És traquina e és amor,

és mimo e és irritação,

és de viver a maior emoção,

cabes bem dentro do meu coração.

Questiono-te se és feliz,

o teu ronronar responde a isso ,talvez.

Quem havia de dizer,

que seria possível,

aos 31 viver pela primeira vez,

um amor tão imprevisível,

de nada me arrependo, 

até as noites sem dormir,

que podiam não ter acontecido,

foi uma canseira,

mas tenho de admitir,

amor felino é o que sinto,

e dele tanto andei a fugir.

05
Jul20

Húngaros da São,a minha perdição 

Ti*

IMG_20200701_211403.jpg

Ora quem me conhece sabe,

que não sou esquisita no que toca a doçaria,

mas calma aí que estes doces,

só faz bem a minha Maria.

A Maria é a minha mãe,

que trabalha numa padaria,

faz pão e diversos bolos,

mas a minha preferência, é esta iguaria.

De seu nome húngaros,

bem torradinhos e de chocolate, cobertos,

difícil para mim, é não os comer logo todos,

os dela são os meus prediletos.

Já corri padarias e supermercados,

ninguém os bate,

para mim são sagrados.

Os meus amigos,

aqueles de quem sou mais próxima,

já os provaram e dão-me razão,

os húngaros da São,

são a minha perdição.

 

04
Jul20

Estar sem estar

Ti*
Aprendemos na quarentena,
a fazer video chamadas com a família e amigos,
ficamos em lágrimas.
De coração apertado,
mas a felicidade foi chegando,
ainda que pela metade.
As redes sociais a bombar com cozinhados,
pratos, talhares, tabuleiros espalhados,
mesas cheias de ideias,
e panças bem grandes e cheias.
Aulas online,
zumba e afins,
no rádio passa tudo,
desde estrangeiras até aos "Delfins".
Tudo para a mente entreter,
e o passar mal não permanecer.
Felizmente existe a tecnologia,
sem ela, não sei bem como seria...

Mais sobre mim

foto do autor

Exclusivo da Ti*

Gestão do blog

Sigam-me

Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.

Direitos de Autor

Todos os textos constantes neste blog são originais e constituem propriedade intelectual de quem os escreve, sendo que todas as referências a outros autores serão devidamente identificadas. Reprodução dos textos constantes neste blog, apenas mediante citação da fonte e do autor. Em caso de plágio, medidas serão tomadas, ao abrigo do Decreto-Lei n.º 36/2003, de 5 de Março.

Arquivo

  1. 2020
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D