Saltar para: Post [1], Comentários [2], Pesquisa e Arquivos [3]

Miúda com 30

26
Mar20

Passeio higiénico

Ti*
Fui à rua,

O que senti foi devastador,

As gentes nas janelas ,

Sozinhas,

Aguardando que uma alma fale com elas,

De olhares tristes,

Não se vê ninguém a caminhar,

Não se vê carros,

Cafés fechados,

Ninguém na estação para apanhar o comboio,

As paragens dos autocarros estão vazias.

Vim para me combater a mim mesma,

Para preservar as paredes da casa que eu sempre quis,

Para não acelerar a mente de quem comigo vive,

Para tentar manter um de nós,

Com a mente sã,

As lágrimas são impossíveis de esconder,

Isto é demasiado duro,

Estar sem liberdade absoluta,

Nunca pensei viver nada assim,

Agora sei que nunca me restringiram de nada,

Que fosse realmente importante para mim,

E hoje sem amigos por perto,

Sem o amor físico dos meus,

Não sou capaz de estar plena e bem,

Apenas segura.

Vamos ficar bem,

É o que espero também.

Esta falta de ar,

Faz-me agora valorizar a brisa que corre,

Faz-me sentir os meus pés no chão,

O tranquilo da paisagem,

Que esta à minha volta,

Cores que nunca tinha visto,

O cheiro das ruas,

A quietude agora de tudo,

Antes num frenesim,

O sol que me aquece,

E felizmente me faz olha-lo a sorrir,

E de olhos fechados,

Mais uma lágrima deixar cair.

10 comentários

Comentar post

Mais sobre mim

foto do autor

Exclusivo da Ti*

Gestão do blog

Sigam-me

Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.

Direitos de Autor

Todos os textos constantes neste blog são originais e constituem propriedade intelectual de quem os escreve, sendo que todas as referências a outros autores serão devidamente identificadas. Reprodução dos textos constantes neste blog, apenas mediante citação da fonte e do autor. Em caso de plágio, medidas serão tomadas, ao abrigo do Decreto-Lei n.º 36/2003, de 5 de Março.

Arquivo

  1. 2020
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D