Saltar para: Post [1], Comentar [2], Pesquisa e Arquivos [3]

Miúda com 30

29
Mar20

Eu e as palavras

Ti*

Escrevo desde o ensino preparatório , a minha irmã escreve, e muito bem,  e acho que me passou esse bichinho.

Este poema saiu no jornal da minha escola, porque uma vez , o escrevi na porta da casa de banho.

Não sei porquê, nem sobre quem. Acho que quem escreve como eu, nem sempre sabe onde vai buscar o filme que retrata.

Foi em 2005.

 

Tua

 

Já lá vai algum tempo,

tuas palavras não me saem da cabeça,

foste frio, bruto, cruel... mas mereci!

Mesmo assim, talvez tenha ainda aquela ânsia,

que desde o inicio me fez sentir amor por ti.

Nunca quis acreditar que isso seria amar,

mas é verdade e agora não suporto sem ti estar.

Não quero encarar-te e sentir que podias ser meu,

que te rejeitei , apesar de te querer.

Não mais quero pensar nesse teu doce olhar,

que chegava a invadir-me,

que me fazia tremer cada vez que te aproximavas,

mas agora, eu já era!

Acabaste de me ferir e também de me amar,

e agora por de trás desta ferida,

existe uma culpa que não posso esconder,

pelo medo que tinha,

acabei de te perder!

 

 

 

 

 

 

 

 

Comentar:

Mais

Se preenchido, o e-mail é usado apenas para notificação de respostas.

Mais sobre mim

foto do autor

Exclusivo da Ti*

Gestão do blog

Sigam-me

Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.

Direitos de Autor

Todos os textos constantes neste blog são originais e constituem propriedade intelectual de quem os escreve, sendo que todas as referências a outros autores serão devidamente identificadas. Reprodução dos textos constantes neste blog, apenas mediante citação da fonte e do autor. Em caso de plágio, medidas serão tomadas, ao abrigo do Decreto-Lei n.º 36/2003, de 5 de Março.

Arquivo

  1. 2020
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D