Saltar para: Posts [1], Pesquisa [2]

Miúda com 30

30
Nov22

Oeio o quanto te gosto

Ti*
 
Quando te vejo passar a sorrires,
quando te vejo com pessoas que não te querem como eu,
mas que aos meus olhos são quem te tem ali.
Naqueles instantes que te vejo, odeio o quanto te gosto.
Odeio o quanto me fazes e desfazes!
Amo quando és meu,
mas odeio quando te vejo perto e é-me impossível aproximar.
Será que algum dia irei conseguir deixar de ti gostar?!
 
23
Nov22

Cheiro teu

Ti*
Vens, 

Meigo,

Presente,

Vens,

Friorento,

Calado,

Ficas, 

Quente,

Desejoso,

Violento.

Somos um,

Perfeito,

Insano.

Cheiro-te

Beijo-te,

Acarinho-te.

És meu,

Até quando?

Porquê?

Quero chorar quando olho nos teus olhos.

Tens de ir,

Sais.

Vejo-me ao espelho,

Feliz,

Miserável.

Perdida por te amar,

Imoral por tal sentir,

Crente de que durará sempre,

Segura de que nunca serás meu.
20
Nov22

Uma Pausa não gozada por ti

Ti*

Deixo a minha  pausa  do trabalho, a meio,
na esperança que me visites para um beijo na testa,
na mão,
um abraço,
ignoraste-me,
fugiste por estradas próximas a mim,
não sei se ainda vale a pena esperar por um mimo,
um olhar,
um encontro fugaz,
em que por segundos nos beijamos com desejo,
por minutos me amasses e eu a ti,
em que por longas horas nos perdamos nos mimos inconscientes,
de quem não se pode amar.

13
Nov22

Uma dança que fracassou

Ti*

Deixamos de escrever,

Falar, ler e talvez pensar.

O que numa semana foi semente,

E colheu frutos.

Noutra é vazio,

E dúvida.

Não consigo identificar um motivo,

Um erro,

Remoo-me por nada dizer,

Não me cabe a mim,

Pedir-te para o fazer.

Somos adultos,

Com vontade própria.

A mesma que nos levou,

A ter intimidade.

A ser mais que dois dançarinos,

Numa dança com tempo contado.

Ou talvez o relógio acelerasse,

O batimento do coração.

O tesão que aconteceu, 

E não sonhei,

Sentimo-lo!

Juntos!

E esse mesmo TIC TAC,

Afaste qualquer possibilidade de futuro,

Fosse para conversar,

Comer,

Foder,

Ou apenas dançar.

Destinados a juntos fracassar?!

04
Nov22

Dez meses

Ti*
Dez meses aqui ,
mais de trezentos dias a respirar este ar,
a refugiar-me nestas paredes ,
a contemplar esta incrível,vista.
 
Dez meses de medo e ânsia,
e isso é pouco para descrever
o que eu sinto em alguns dias.
 
Meses de orgulho em estar e ser por mim,
para mim.
A quem me ajuda, me quer bem,
me apoia e segura no colo,
o meu Obrigada de coração.
A quem me inveja e me tenta atirar ao chão com más palavras,
a minha gratidão,
é preciso cair para aprender que do chão se constrói tudo e de lá saem grande vitórias. 
 
Reflexão de hoje 🙏♥️

Mais sobre mim

foto do autor

Exclusivo da Ti*

Gestão do blog

Sigam-me

Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.

Direitos de Autor

Todos os textos constantes neste blog são originais e constituem propriedade intelectual de quem os escreve, sendo que todas as referências a outros autores serão devidamente identificadas. Reprodução dos textos constantes neste blog, apenas mediante citação da fonte e do autor. Em caso de plágio, medidas serão tomadas, ao abrigo do Decreto-Lei n.º 36/2003, de 5 de Março.

Arquivo

  1. 2024
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  14. 2023
  15. J
  16. F
  17. M
  18. A
  19. M
  20. J
  21. J
  22. A
  23. S
  24. O
  25. N
  26. D
  27. 2022
  28. J
  29. F
  30. M
  31. A
  32. M
  33. J
  34. J
  35. A
  36. S
  37. O
  38. N
  39. D
  40. 2021
  41. J
  42. F
  43. M
  44. A
  45. M
  46. J
  47. J
  48. A
  49. S
  50. O
  51. N
  52. D
  53. 2020
  54. J
  55. F
  56. M
  57. A
  58. M
  59. J
  60. J
  61. A
  62. S
  63. O
  64. N
  65. D
  66. 2019
  67. J
  68. F
  69. M
  70. A
  71. M
  72. J
  73. J
  74. A
  75. S
  76. O
  77. N
  78. D