Saltar para: Posts [1], Pesquisa [2]

Miúda com 30

30
Jun22

Há quem...

Ti*

Há quem junte gerações,

esqueça sermões,

quem coleccione sentimentos,

esqueça os que foram , até violentos.

Há que junte a amizade,

e se esqueça do que é lealdade,

há quem junte a coerência,

e se esqueça do que é a decência,

se complique na ausência,

do que é viver em decadência.

Há os que sabem fazer sorrir,

e os que nasceram para mandar servir.

Há os que imploram por ter mais cor,

e os tolos que a comer,

querem emagrecer.

Há os ingénuos de bondade,

que são esquecidos pela raridade,

há os que inventam desculpas,

e se apanham nas próprias culpas.

Há os que transformam as horas,

em pedaços de carinho,

são esses que na minha vida,

nunca me deixaram sozinho,

são os que amam e sentem saudade,

e mandam um “oi “com felicidade,

de quem recebe um “até daqui a um ano” e mesmo assim não reclamam.

Há os que pensam que a vida é para depois,

e se esquecem,

de quantos momentos se desperdiçam a dois…

26
Jun22

Voltas mas sem volta

Ti*

Voltas a entrar nas minhas portas,

Mas não me vens visitar a mim

Finges não sentir nada,
 
Mas quando te abraço,
 
Sei que não te sou indiferente.
 
Luto para não ir na tentação do que é nosso,
 
Tão nosso que para sempre será lembrado.
 
 
Quero-te mais do que devia,
 
Amo-te mais do que sabia,
 
De olhos fechados me casaria,
 
E contigo duas vidas eu vivia.
 
 
Insano em cada olhar ao despir ,
 
Carinhoso até no beijinho no rosto ao despedir,
 
Se tudo tivesse sido antes,
 
Fico sempre a presumir...
22
Jun22

6 meses aqui

Ti*

E seis meses se passaram,

mais de 180 dias a acordar aqui,

a saborear estes ares,

a respirar uma liberdade única para mim.

 

Sinto-me leve,

sinto-me bem,

muitos contratempos,

muitas preocupações,

muitas visitas,

amigáveis demonstrações.

 

Tenho sido muito feliz,

espero ser muito mais,

numa fase preguiçosa,

numa fase mais de mim para mim,

que mudará certamente,

e voltarei a ser,

a mesma de antigamente.

 

Em excelente companhia,

que mia e morde todo o dia,

estou repleta do bem,

só  posso sentir alegria.

 

14
Jun22

A importância de ti , meu peludo...

Ti*

Não foste embora,

mas a tua ausência é como um punhal,

que cada vez mais fundo me espeta no peito .


Na incerteza de ficares bem,
 
Na incerteza se serei capaz de não falhar de novo,
 
Não negligenciar a tua curiosidade natural.
 
Mata -me estar sem ti!
 
Preciso de ti!
 
Não me abandones!
 
Fica bom depressa !

Mais sobre mim

foto do autor

Exclusivo da Ti*

Gestão do blog

Sigam-me

Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.

Direitos de Autor

Todos os textos constantes neste blog são originais e constituem propriedade intelectual de quem os escreve, sendo que todas as referências a outros autores serão devidamente identificadas. Reprodução dos textos constantes neste blog, apenas mediante citação da fonte e do autor. Em caso de plágio, medidas serão tomadas, ao abrigo do Decreto-Lei n.º 36/2003, de 5 de Março.

Arquivo

  1. 2022
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  14. 2021
  15. J
  16. F
  17. M
  18. A
  19. M
  20. J
  21. J
  22. A
  23. S
  24. O
  25. N
  26. D
  27. 2020
  28. J
  29. F
  30. M
  31. A
  32. M
  33. J
  34. J
  35. A
  36. S
  37. O
  38. N
  39. D